segunda-feira, dezembro 26, 2011

Lisboa melhor que Varsóvia para compras

A revista The Economist elabora um ranking que classifica algumas cidades europeias de acordo com a sua atractividade para quem queira fazer turismo de compras por essa Europa fora. O ranking chama-se "The Globe  Shopper City Index - Europe: Assessing 33 European destinations on convenience, availability and price".
Em 2011 Lisboa ficou no 7º lugar, enquanto a capital da Polónia (Varsóvia) se quedou pela posição 28. Em baixo pode-se ver um quadro resumo das classificações nalguns dos critérios em análise.

sábado, dezembro 03, 2011

Jogadores polacos de futebol em Portugal

Assim de memória lembro-me de uns 5 jogadores polacos que fizeram boa figura no campeonato de futebol português. O Andrzej Juskowiak que jogou no Sporting entre 1992 e 1995, tendo como avançado marcado 25 batatinhas no campeonato. Sobre a vinda dele para o Sporting, cito aqui o fórum do SCP:


" Em Poznan foi duas vezes Campeão e o melhor marcador do Campeonato de 1989/90 com 18 golos, chegando à Selecção principal do seu país, estreando-se no dia 7 de Maio de 1992. Nessa altura já era a principal figura da equipa olímpica da Polónia, que viria a conquistar a Medalha de Prata nos Jogos de 1992, onde Juskowiak foi o melhor marcador do torneio, confirmando-se como um homem de área letal, com grande instinto pelo golo. Sousa Cintra conseguiu contratá-lo antes da realização dos Jogos Olímpicos, e apesar de das excelentes propostas que teve para vende-lo por muito mais dinheiro do que o tinha acabado de comprar, não abdicou dele, colocando-o à disposição de Bobby Robson para temporada de 1992/93."
Actualmente ele é presidente de um modesto clube de Poznan chamado TPS Winogrady, mas também já esteve na equipa técnica do Lech Poznan e também trabalha para a televisão polaca. 
Entre 1995 e 1999 jogou no Porto um avançado chamado Grzegorz Mielcarski. 41 jogos e 8 golitos. Nada de fabuloso. 
Claro que antes dele esteve em Portugal aquele guarda-redes do Porto com um nome esquisito: Józef Młynarczyk. Veio para o Porto em 1986 e aí ganhou tudo o que havia para ganhar até 1989. Depois  disso ainda continuou como treinador de guarda-redes no FCP. Mais sobre este bigodudo aqui
Ainda falando de guarda-redes, houve outro polaco (Andrzej Wozniak) que veio para o Porto em 1996 mas como tinha esse lugar tapado, na época seguinte foi para o Braga, tendo voltado à Polónia logo no outro ano.
Um dos mais recentes foi o médio Przemyslaw Kazmierczak, que basicamente andou entre o Boavista, FC Porto e Vitória de Setúbal entre 2007 e 2010 sem ter conseguido grandes resultados. Por isso voltou à Polónia, onde joga actualmente no  Śląsk Wrocław.
Por certo que houve mais jogadores polacos que jogaram ou ainda jogam em Portugal, mas acho que estes são os mais lembrados.  

terça-feira, novembro 29, 2011

Qualidade vida Varsóvia - ranking 2011 Mercer

Segundo o relatório para 2011 da Mercer, do conjunto das cidades mundiais em análise, Varsóvia ocupa a posição nº 84 quanto ao nível de qualidade de vida. Lisboa por seu turno está no lugar 41 (melhor que Madrid e Roma). Dos países vizinhos da Polónia, Praga está na posição 69 (curioso número), seguida de Budapeste (73ª) e Vilnius (79ª). 

terça-feira, novembro 22, 2011

Bilhetes Euro 2012 Polónia - Ucrânia - Concurso Kia

"A Kia patrocinador oficial do UEFA Euro 2012 lançou passatempo que dá a possibilidade de assistir ao vivo ao jogo inaugural do torneio.
A iniciativa está disponível até 2 de Dezembro em http://www.kiafootball.com e dá a possibilidade de ganhar um Tour Pack Euro 2012 para duas pessoas, que inclui voos, estadia e obviamente bilhetes para o jogo inaugural em Varsóvia - Polónia. Para isso é necessário tentar adivinhar quem joga contra quem no Euro 2012, antecipando assim qual será a composição de cada grupo para a fase final do torneio que se realiza na Polónia e Ucrânia. 
O vencedor só será apurado depois do sorteio da UEFA que irá decorrer a partir das 18h00 em Kiev, Ucrânia a 2 de Dezembro. O anúncio do vencedor será feito a 7 de Dezembro de 2011."
Fonte: www.abola.pt 

quinta-feira, novembro 17, 2011

Selecção Portugal prefere Polónia


" Quartel-general da Selecção no Euro-2012 depende ainda do sorteio mas Portugal tem como 1.ª opção a cidade polaca de Opalenica. HotelRemes tem 16 campos (!) com medidas oficiais.
Garantido o apuramento para o Euro-2012, Portugal prepara já o local onde vai instalar o seu quartel-general durante o grande evento futebolístico do próximo Verão.

Para já, e enquanto aguarda pelos resultados do sorteio de 2 de Dezembro, em Kiev - a Selecção Nacional pode ficar num grupo que jogará exclusivamente na Polónia ou noutro cujos jogos serão todos na Ucrânia - a primeira escolha da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e da equipa técnica da equipa das quinas inclina-se para a estadia em território polaco, mais propriamente na tranquilidade da cidade de Opalenica e do Hotel Remes Sport & Spa, que, caso seja o escolhido, será ocupado na totalidade pela comitiva portuguesa - a unidade hoteleira de quatro estrelas dispõe apenas de 58 quartos duplos, cujos preços variam entre 50 e 100 euros (valores actuais, que deverão sofrer um acréscimo durante o Euro-2012)."
Fonte: www.abola.pt 
A escolha, pelo menos geograficamente faz todo o sentido. Fica a mais ou menos 60km de Poznan e colado à Auto-Estrada A2 (auto-estrada que liga a Polónia de oeste para leste, se bem que ainda não totalmente concluida).  

domingo, novembro 06, 2011

Łubu-dubu no more???

A coisa é simples de explicar. A escada do edifício do Łubu-dubu e do Kitsch ruiu parcialmente, e vá lá que só ficaram ligeiramente feridas 11 pessoas. A notícia (em inglês) pode ser lida aqui. Para quem não conhece do que se trata, fica aqui uma pequena descrição de 2007 escrita por mim. Aproveito ainda para citar um pequeno estrato desse texto:
" ...E a probabilidade de um edifício residencial, velho e com todo o aspecto de que não foi reforçado para aguentar o aumento de carga devido às centenas de pessoas nestes bares vir abaixo um dia destes, não é tão pequena quanto isso. Enquanto não acontece, é divertido sentir o chão a tremer com a malta aos saltos."

quinta-feira, outubro 27, 2011

Relações entre a UE e a Rússia: Um ponto de vista polaco

Cortesia do senhor Pires, fiquei a saber deste evento que vai ocorrer na Fundação Calouste Gulbenkian no próximo dia 23 de Novembro pelas 18h. Conta com a presença de Adam Michnik, que desempenhou um papel de relevo na oposição ao regime comunista da Polónia, é editor-chefe da Gazeta Wyborcza e vem falar sobre as relações entre a União Europeia e a Rússia, sob o ponto de vista polaco.
Se os informáticos não engatarem, dará para assistir pela internet aqui: http://live.fccn.pt/fcg/

sábado, outubro 08, 2011

Partidos políticos Polónia - símbolos

Lembrei-me de comparar os símbolos dos principais partidos da Polónia, com os de Portugal. E algo que salta à vista é que na Polónia, todos associam algo bem característico da Polónia. Seja a bandeira, ou a águia, ou o mapa do país. O lado nacionalista (no bom sentido) é transversal. Já em Portugal, nem uma referência que associe o partido com Portugal...

Eleições legislativas Polónia

Será no próximo domingo que na Polónia irão decorrer as votações para eleger o primeiro ministro. Se nada de surpreendente acontecer, o Donald Tusk deverá ganhar de novo. Todavia, o seu partido Plataforma Cívica (centro-direita liberal) não deverá ter maioria absoluta. De todo. Deixo aqui dois links da Euronews onde falam um pouco da campanha até ao momento: este e este
Para se perceber um pouco melhor contra quem concorre, o principal candidato da oposição, Jarosław Kaczyński do partido Lei e Justiça (PiS) publicou relativamente há pouco tempo, onde entre outras coisas se lê o seguinte:
"A Chanceler Merkel representa a geração de políticos alemães que querem reconstruir o poder imperial da Alemanha. Um eixo estratégico com Moscovo faz parte disso e a Polónia pode ser um obstáculo. O nosso país deve ser obrigado a submeter-se de uma maneira ou de outra. O ponto crítico é que Merkel quer que a Polónia se submeta, uma submissão suave, talvez, mas em todo o caso uma submissão".   
Ou " Eu não posso dizer que estou radiante com o investimento da Alemanha na Polónia ocidental. Podemos acordar um dia e verificar que estamos numa Polónia mais pequena".

terça-feira, outubro 04, 2011

Teatro português na Polónia

" A ACTA apresenta o espectáculo “ARDENTE – Memorial para Pedro e Inês de Portugal” de Leszek Mądzik, no próximo dia 14 de Outubro no Festival Internacional de Teatro de Lublin e no dia 21 de Outubro no Festival de Teatro de Opole, ambos na Polónia.
A ACTA convidou este criador polaco para trabalhar num espectáculo sobre o tema de Pedro e Inês.
O espectáculo conta com a interpretação de Bruno Martins, Carlos Pereira, Glória Fernandes, Liza Veiga, Luís de A. Miranda, Luís Manhita, Tânia Silva e Zé Alegre; música de Zé Eduardo e execução plástica de Tó Quintas.
Tem a duração de 60m, sem intervalo, e é indicado para maiores de 12 anos."

segunda-feira, setembro 26, 2011

Polónia - Portugal 29 Fevereiro no Estádio Nacional em Varsóvia

A confirmar-se esta notícia, a selecção de futebol de Portugal irá ser a primeira a defrontar a Polónia no novo estádio em Varsóvia no dia 29 de fevereiro de 2012.

segunda-feira, setembro 19, 2011

Ténis - Rui Machado na Polónia ganhou torneio em Szczecin




" O tenista português Rui Machado conquistou hoje o quarto torneio challenger da temporada, depois de bater o francês Eric Prodon na final de Szczecin (Polónia), numa final retomada esta manhã.
Num confronto interrompido no domingo devido à chuva, e numa altura em que Rui Machado se encontrava a vencer o terceiro e último set por 4/1, o português não comprometeu a vantagem e acabou por vencer o francês por 2/6, 7/5 e 6/2.
Rui Machado cumpriu a tradição e manteve o pleno de triunfos nas finais de torneios challengers que disputou este ano, juntando o título de Szczecin aos de Poznan (Polónia), Rijeka (Croácia) e Marrakech (Marrocos).
No total, o português já conta no currículo com oito troféus em torneios da segunda categoria do circuito profissional.
A habitual actualização do ranking de segunda-feira já colocava Rui Machado no lugar 70 do Mundo, a sua melhor posição de sempre, mas ainda sem contabilizar o triunfo do português na final completada hoje.
Quando o circuito voltar a adequar a lista mundial, Rui Machado poderá tornar-se o melhor jogador português de sempre, devendo subir ao 61.º posto, um lugar acima do que ainda continua a ser a melhor classificação de um jogador luso, o 62.º lugar de Frederico Gil, em Abril deste ano."
Fonte: www.oje.pt 

domingo, setembro 18, 2011

Filmes polacos I - O homem de mármore

Título original "Człowiek z marmuru" de Andrzej Wajda. 

sábado, setembro 17, 2011

Embaixada Portugal na Polónia com novo site

Em Novembro de 2009 lembro-me de ter escrito que Portugal nem sequer tinha um site activo relativo à Embaixada Portuguesa na Polónia. E a propósito da mudança de instalações, verifiquei que já há de novo um site oficial (não sei desde quando). O endereço agora é: http://ambasada-portugalii.pl . 
Quem me conhece sabe que sou muito crítico. E neste site há várias coisas que me fazem espécie. Para começar, logo na página inicial, as imagens de sítios como o Portal do Governo ou da CPLP parecem que vieram de uma mistura de um "print-screen" e copy-paste do paintbrush. Simplesmente são ilegíveis. 
Mas tirando as questões de apresentação, há outras coisas mais estranhas. Na versão polaca da página, indo à página de links, observa-se que não há nenhuma tradução para polaco. Assume-se que alguém que fala polaco consegue ler e perceber o que é "Ministério dos Negócios Estrangeiros", p.ex.. E algo que também salta à vista é que na versão em polaco, a morada que consta ainda é a da localização anterior. Sinceramente não sei qual a dificuldade que existe em ter um bom site...   

quarta-feira, setembro 14, 2011

Embaixada Portugal na Polónia com nova morada

A Embaixada de Portugal na Polónia mudou de estaminé. Não mudaram de margem do rio, continuando no lado errado da cidade. Aliás, a nova localização até é mais longe do centro de Varsóvia do que a anterior. Se antes dava para ir facilmente de tram, agora deve dar mais trabalho, despesa e tempo usar transportes públicos.
Bom, a nova localização é na Ulica Atenska 37 03-978 Warszawa, marcada no mapa com a letra "A".  Com o círculo vermelho está a estação central de comboios de Varsóvia e no círculo verde a anterior localização da embaixada portuguesa na Polónia. 


domingo, setembro 11, 2011

União dos portugueses na Polónia

Nesta semana que passou, o Alexandre Soares dos Santos (da Jerónimo Martins) voltou a abordar numa entrevista com o Mário Crespo algumas perspectivas sobre a Polónia. Os minutos mais relevantes são entre o minuto 15:30 e 17:45 e o minuto 20:00 a 21:35. Deixo aqui uma transcrição de algumas das suas palavras sobre a (in)capacidade de união dos portugueses:
" ....O grande problema que nós temos é o trabalhar em conjunto.  Nós temos muita dificuldade em trabalhar em conjunto. Os empresários estão divididos, não se falam. Por exemplo, na Polónia, estão lá várias empresas portuguesas, nunca houve uma reunião dessas empresas. Nunca. Entretanto conhecemo-nos todos. Mas nunca nos sentámos a uma mesa a saber quais são os problemas que você tem, os problemas que eu tenho, que aquele tem, etc.. O que é que temos de fazer em conjunto. Não existe. (pausa) Creio que existe agora uma associação comercial luso-polaca…Duvido que funcione. Duvido que funcione. Dos investidores da Polónia que foram para a Polónia depois de mim, não houve um que me telefonasse a perguntar o que é que eu achava do investimento. Ninguém. Ninguém. E repare que aqui em Portugal é a mesma coisa."   


quarta-feira, setembro 07, 2011

Emigrantes polacos em Londres - série TV

Há uma série que começou em 2008 e que estou agora a ver chamada Londynczycy. Numa frase, é uma série com ares de telenovela sobre a vida dos emigrantes polacos em Londres, seus problemas, paixões e tudo e tudo.
A título de exemplo, num único episódio é possível ter isto:
- Empregada de limpeza polaca que tem vergonha de falar com os compatriotas
- Um senhorio maricas com ares de Paquistanês que tenta seduzir o “inocente” traficante de droga polaco.
- O gajo com formação superior que trabalhava num bar e nas obras, que voltou à Polónia depois da noiva polaca lhe ter posto um valente par de cornos ao dormir com o colega de apartamento (vindo depois a saber que também lhe roubou as poupanças).
- A rapariga com ares de inocente que imigra da aldeia para Londres, sendo usada como correio de droga e à chegada a Londres roubada de toda a sua bagagem.
- A polaca que anda a fazer biscates, enquanto não consegue concretizar o sonho de ser modelo.
- O empreiteiro polaco que com a sua equipa de polacos vai trabalhando na construção civil.
- A enfermeira polaca que tendo o marido e filho longe dela por três anos, se apaixona por um colega médico nativo da Índia (a parte do encornanço por parte das emigrantes polacas repete-se), tendo o marido descoberto quando veio com o filho para tentar viver com ela em Londres.
- Ou o polaco trabalhador na City, sem grandes escrúpulos e que só quer dinheiro para comprar o 911.
- E por último, a emigrante polaca já dos anos 60/70, que é uma sentimentalona e patriota inveterada (ao contrário da sua filha, já nascida em Londres e que se está nas tintas para a Polska).

domingo, agosto 28, 2011

Comboios Polónia - informação alguns trajectos

Varsóvia – Cracóvia:  293 km. Comboio TLK, 2ª classe, 52pln, duração entre 2.55h e 5.16h.  Comboio Express Intercity, 2ª classe, 112pln, duração entre 2.57h e 3.30h.
Varsóvia – Poznan: 305 km. Comboio TLK, 2ª classe, 52pln, duração entre 3.33h e 3.45h.  Comboio Express Intercity, 2ª classe, 111,50pln, duração entre 2.58h e 3.20h.
Varsóvia – Wroclaw: 378km. Comboio TLK, 2ª classe, 56,60pln, duração 6.22h. Comboio Express Intercity, 466km, 2ª classe, 119,60pln, duração 5.22h.
Varsóvia – Gdansk: 449km. Comboio TLK, 2ª classe, 58,60 pln, duração entre 6.08h e 6.50h. Comboio Express Intercity, duração 6.40h. Mas esta linha está decerto em obras, pois lembro-me de fazer a viagem em 3h e pouco.
Varsóvia – Lodz: 132 km. Comboio TLK, Lodz Fabryczna, 2ª classe, 33,30pln, duração 2.05h.
Varsóvia – Lublin: 175 km. Comboio TLK, 2ª classe, 37,40pln, duração 2.15h.
Varsóvia – Białystok: 184 km. Comboio TLK, 2ª classe, 39,40pln, duração 2.45h.
Varsóvia – Torun: 235km. Comboio TLK, 2ª classe, 44,40pln, duração 3.01h.
Cracóvia – Katowice: 77km. Comboio TLK, 2ª classe, 19,70pln, duração 1.49h.
Cracóvia – Wroclaw: 265km. Comboio TLK, 2ª classe, 48,50pln, duração 4.54h.
Cracóvia – Rzeszów: 158km. Comboio TLK, 2ª classe, 35,30pln, duração 2.40h.   

sábado, agosto 27, 2011

E quando é que voltas à Polónia?

...é das perguntas que mais me vão fazendo. Ainda para mais, estando Portugal enterrado na crise como está. E fazendo para a próxima semana 3 anos desde o meu regresso da Polska, é uma boa altura para fazer um ponto de situação.
Basicamente, voltar à Polónia ainda nem sequer chegou a ser uma opção que tivesse de ser ponderada, principalmente porque não houve nenhuma oferta de trabalho para a Polónia que me fizesse pensar nisso. Tive contactos e entrevistas, mas a verdade é nas entrevistas com empresas portuguesas perguntam sempre se gosto tanto da Polónia porque tenho lá namorada. Só digo que não, pois na verdade o que estão a perguntar é se estou disposto a trabalhar de borla porque tenho motivação pessoal em emigrar.  
Curioso é o facto de já ter tido vários tipos de contactos (mas nenhum de jeito ou sério). Um foi de uma empresa que basicamente queria sacar informação à borla sobre o meu último trabalho e contactos no sector na Polónia, pois não estavam a recrutar ninguém. Outros tinham na mente um trabalho de comissionista, provavelmente com um pocket money de 2000pln por mês. Também para esquecer. Os mais armados em espertos que apanhei foram uns tipos que à borliu queriam consultoria, opiniões sobre o potencial dos seus produtos no mercado da Polónia e uma estruturação de um estudo de mercado. Também com estes nada avançou.
Assim mais recente, nos últimos meses até surgiram algumas ofertas de trabalho para a Polónia na minha área, tendo sido contactado em duas delas. A primeira era para Director Financeiro numa empresa de construção. Quando fui contactado pela empresa de recrutamento e a única pergunta que me fazem é: "qual o salário que pretende?" vi logo a seriedade da conversa e que o que na realidade pretendiam era um tuga fresco de Erasmus na Polónia a ganhar uns 5000pln para ir verificando umas facturas e meter uns dados no excel. A segunda, foi através de uma empresa de executive search que procurava um gestor para desenvolvimento de negócio para um seu cliente. Nesta nem se falou em salário, mas também nem sequer fiquei a saber de que empresa se tratava. Nunca mais soube nada. Também, quando um tipo está 45min à espera numa sala até que a entrevista comece, deu logo para perceber o respeito que se dá a uma pessoa.
Posto isto, quando voltarei à Polónia? Não sei. Vai-se tentando? Sim, tentar não custa. Facto é que cada vez mais as empresas portuguesas querem explorar toda a gente, inclusive os que emigram. Agora emigrar (outra vez) só pela sopa, não obrigado.

quinta-feira, agosto 11, 2011

E nos entretantos é Verão em Sopot

Sopot. Palavras para quê. A estância turística do báltico mais famosa da Polónia, às 16h em pleno Agosto, oferece aos seus turistas isto:

segunda-feira, agosto 08, 2011

Euro 2012 Polónia - estádio de Gdansk inaugurado

Foi inaugurado no sábado passado o estádio Arena Gdansk. Após o estádio de Poznan, este é o segundo a ser inaugurado. Notícia aqui
190 milhões de euros, para um estádio que vai ter 4 jogos do Euro. Além disso, o clube que o vai usar (o Lechia Gdansk) nunca ganhou um campeonato polaco e entre 1988 e 2008 andou a vaguear por escalões inferiores ao da Ekstraklasa (a "primeira liga" polaca). Vá lá que ao menos nas duas últimas temporadas ficaram em 8º.
Tudo isto soa a deja-vú, e ou muito me engano, ou o bonito estádio cor de âmbar irá estar ao mosquedo após o Euro 2012 :(. 

sábado, julho 30, 2011

Desportos da malta - Ciclismo

A propósito de ter encontrado estes empatas na estrada nacional algures pela Mealhada, lembrei-me que ainda não tinha abordado o ciclismo. 
Pelo que consegui pesquisar, apesar do grande gosto dos polacos por bicicletas, ao nível de grandes ciclistas de estrada polacos não me consigo lembrar de nenhum nome. Em todo o caso, a volta à Polónia em bicicleta teve a sua primeira edição já no longínquo ano de 1928. Vá-se lá saber porquê, ao invés de chamarem Wyścig Dookoła Polski, optam por uma denominação mais fácil de decorar como é Tour de Pologne.
E nem a propósito, inicia-se amanhã o Tour de Pologne, com início em Varsóvia e fim em Cracóvia. Prova com 7 etapas, por comparação com a Volta a Portugal, verifica-se que tem muitos circuitos (ou seja, repetem o mesmo traçado várias vezes na maioria das etapas). Além de que, decorrendo a prova maioritariamente no sul da Polónia (onde existem montanhas) é de menino que o mais alto que eles levem os ciclistas é a 1200m de altitude. Apesar de terem uma etapa que é um grande carrocel, não é um grande uso do Tatras, humpf.
Como curiosidade, numa das equipas polacas de ciclismo, a CCC Polsat Polkowice, consta lá um ciclista português chamado José Mendes (que até tem um blog). 

segunda-feira, julho 11, 2011

A miúda polaca da Galp: Espaço para a publicidade - XIV

Para marcar os 5 anos e 1 mês (e 400 e tal posts) do blog, aqui fica uma recordação de há 5 anos e uns meses.

quarta-feira, julho 06, 2011

Fugas do Público - O charme de Cracóvia

" Cracóvia foi uma das poucas cidades Polacas completamente poupadas dos ataques alemães durante a Segunda Grande Guerra. É um dos motivos que faz dela um lugar especial e místico.
Existe uma lenda que diz que Shiva deixou uma pedra lá, o que faz com que os Hindus a visitem com regularidade e que outras pessoas procurem paz espiritual naquela cidade. Dizem que foi um lugar protegido por um ente superior e por isso não foi destruída. Haja verdade ou não na lenda, na verdade está intacta e passou pela guerra sem a destruição que caracterizou por muitas cidades europeias.
Cheguei à estação de comboios com recantos de Arte Nova de manhã cedo e já está muito movimentada. É possível ir a pé até ao centro da cidade por ruas antigas que deixam no ar o cheiro de outros tempos. Não é preciso dizerem onde é o centro, porque percebe-se pela grandiosidade da praça medieval.
Comece pela magnífica praça central, a Rynek Glówny rodeada de cafés e restaurantes, ou então fique apenas sentado a olhar as pessoas que passam. A igreja, o mercado fechado, as senhoras que vendem flores e as cores do amanhecer. Depois de pousar a mochila no quarto é a hora de sair para conhecer.
Da praça até ao castelo de Wawel Hill, são apenas umas ruas. Quando cheguei a Wawel Hill fui presenteada por uma vista magnífica sobre o rio Vístula, o rio maior da Polónia que a corta em duas partes. Como Cracóvia é uma cidade muito religiosa tive a sorte de assistir a cerimónias na catedral de Wawel Hill, com a procissão e os devotos cristãos em trajes de festa.
De lá soube-me bem parar nas margens do rio, sentada na relva, onde alguns polacos aproveitavam para apanharem sol. Passei uma ou duas horas sentada a ler debaixo de uma árvore. As margens do rio têm um encantamento em mim, como vim a verificar mais tarde nas margens do Rio Vltava e do Danúbio. Além do encantamento das margens do rio, aquele lugar liberta uma paz mística para quem está à procura de descansar.
De lá fiquei a meio caminho para a zona do Kazimierz. Esta zona é diferente do centro da cidade em termos arquitectónicos, assim como das pessoas que se vêem nas ruas. Pareceu-me mais artística e frequentada por pessoas com modus vivendis alternativo. Os cafés são mais típicos e antigos do que no centro, guardando a memória de outras vidas que por lá se construíram. Se tivesse de escolher onde ficar, seria ali sem sombra de dúvida.
É importante andar nas ruas e espreitar as entradas das casas, porque muitas escondem pequenas esplanadas. Todos com um encanto próprio, com uma decoração adequada e com pessoas que se sentam para saborear a sombra.
Se me imaginasse a escolher um lugar para procurar paz de espírito aliado à beleza, penso que Cracóvia seria sem dúvida um destino a ter em conta"
Fonte: http://fugas.publico.pt (texto de Marina Ventura)

segunda-feira, julho 04, 2011

Descrição de um participante no Programa Contacto na Polónia

É uma pequena descrição que traz as referências do costume relativas às primeiras impressões. Por exemplo: "entrar no táxi e tentar comunicar com o taxista....acho que paguei demasiado pela viagem"  ou "..a sensação que tenho é que é uma população jovem e existem mais mulheres que homens. O que é óptimo! As raparigas são quase todas lindas e perfeitas. Pelos vistos não era um mito. A Polónia é o país das raparigas bonitas...". O link está aqui.
Enfim, provavelmente mais um que deve andar a beber Wyborowas umas atrás das outras à custa dos contribuintes portugueses enquanto faz de conta que trabalha.

sábado, junho 25, 2011

Europa da się lubić - programa TV Polónia

Houve um programa que deu durante uns anos na Polónia chamado "Europa da się lubić", onde basicamente estrangeiros a viver no país iam à TV falar da sua experiência na Polónia, choques culturais e por aí a fora. Aqui (em polaco) e em inglês está o resumo da wikipedia sobre o mesmo.
Pelo que consta apenas uma pessoa de Portugal teve a oportunidade de ir a este programa, sendo o seu nome facilmente identificável pelo facto de conter 3 nomes próprios e 4 nomes de família, o que mesmo para o standard português já é um nome comprido à brava.
Deixo também aqui dois vídeos do youtube. O primeiro é de um bife tatuado a explicar como foi a sua chegada a Varsóvia. O segundo é um clássico: enfim, não se pode pedir a um espanhol que seja capaz de aprender duas coisas complicadas (aprender uma língua estrangeira e como andar de scooter).
Ps: Afinal o gajo é só meio espanhol. A mãe é polaca e o tipo já fez a universidade na Polónia. Bem que estava a achar a galinha gorda demais....

quinta-feira, junho 23, 2011

Aprender polaco usando o Youtube

Não é algo que eu recomende como primeira opção, nem sequer como segunda ou terceira. Há mesmo que ter aulas, interagir com alguém nativo em polaco, ler livros, fazer exercícios........ enfim: estudar.
Em todo o caso, para quem prefira, aqui fica um link que encontrei no Youtube, num canal chamado " Solar Net TV, de magauchsein". Não tem só materiais relativos a polaco, mas fazendo um search só por polish dentro deste canal, estão lá alguns minutos que poderão ser úteis a quem queira pensar aprender polaco, esteja a aprender ou queira só fazer um refresh do pouco que sabe :). Aqui está um exemplo:

domingo, junho 19, 2011

Top of the Poles XI

Não é óbvio, mas com alguma paciência lá se conseguem descobrir bons músicos polacos noutras áreas que não o jazz, música clássica e pop. O link que deixo é de uma música do projecto The KDMS, onde o mentor é o jovem Maximilian Skiba. A música chama-se "Never Stop Believing".

sábado, junho 11, 2011

Video promocional Euro 2012 na Polónia - Feel Invited

Saiu recentemente um vídeo de um minuto a promover a Polónia, tendo em conta o contexto do Euro 2012. Usando a expressão primária que está na moda em Portugal neste momento, é: "muito bom!".  A punch line é simplesmente deliciosa, pela maneira como é dita e que nos leva imediatamente para a Polónia :).

sexta-feira, junho 10, 2011

Diminuitivos em polaco

Para aqueles que já vivem ou viveram na Polónia, decerto reparam na variedade de diminuitivos que os polacos usam. Em abono da verdade, em Portugal também temos a nossa dose, pese embora julgue que com menos variedade. Por exemplo, uma Ana pode-se transformar em Aninha, Anocas, Anita. Ou uma Isabela numa Isabelinha, Bela, Belinha ou Belita.
Em polaco usam-se obviamente outros sons para os diminuitivos. A preferência recaí mais sobre sons como: "-usia, -unia, -sia, -nia, -eczka, -eńka". Por exemplo, uma Anna pode-se transformar numa  Ania, Anka, Anusia (ou Aniusia), Aneczka, Andzia, Anula ou Anulka. O meu nome favorito, Agnieszka, vira Aga, Agusia, Agniesia, Agnisia, Niusia ou Nisia. Katarzyna pode passar a Kasia, Kaśka, Kasieńka, Kasiunia, Kasiulka, Kasiuleczka, Kasiuneczka. Ou Małgorzata a Małgorzatka, Małgosia, Małgośka, Gosia, Gosieńka, Gosiunia ou Gosiula.
Para os homens, normalmente a terminação mais comum dos diminuitivos é "-ek". P.ex. Tomasz - Tomek, Piotr - Piotrek. Mas diminuitivos de gajos é algo a que nunca prestei muita atenção. 

quarta-feira, junho 08, 2011

Arquipolacadas X - Pinturas fachadas prédios

Para que não se julgue que todos os prédios na Polónia são cinzentões e sem piada, ficam aqui duas provas do contrário :)
Esta primeira foto diz respeito a um concurso de murais que houve. Para quem esteja curioso, está aqui uma galeria com fotos de outros trabalhos.

segunda-feira, maio 30, 2011

Oferta trabalho Junior Accountant com Português - Łódź - Polónia

Our client, a leading consulting company is urgently seeking Junior Accountants with English and Portuguese (AP, AR, GL) to join its multilingual team in Lodz.

Responsibilities:
- Correctly and timely processing administration and accounting data,
- Provide suggestions to improve existing procedures
- Procedures and controls to record payments received from customers
- Match payments from clients
- Processing and coding invoices
- Reversing invoices for incorrect hosting
- Blocking and releasing invoices for payment on business request
- Preparing and posting journal entries
- Responsibility for the balance sheet accounts reconciliation and inter company reconciliation process
- Ensuring close process is completed in an accurate and timely manner - preparing accruals, pre-paid releases, posting bank transactions

Requirements:
- Very good English
- Very good Portuguese
- Excellent communication skills
- Customer orientation
- Team player

Data: 24.5.11. Ver em: http://www.hays.pl/szukam-pracy/JOB_773789?rowNumber=2&&contentType=Jobs&job_keywords=portuguese&radius=0&level=3&ResultsPerPage=10&SortField=dInDate&SortOrder=DESC

sábado, maio 28, 2011

Viagens na terra de outros - Toruń

Tendo escrito aqui sobre tanta cidade que nem 1/10 de interesse tinha face a Toruń, há que dizer que depois de Cracóvia, esta é provavelmente a cidade mais bonita que vi na Polónia. Verdade seja dita que também Toruń beneficiou de igual milagre ao ser poupada à destruição durante a II GG. E tal como Cracóvia, uma das suas melhores panorâmicas é a frente do rio Vístula. Fui lá duas vezes e só lamento não ter ido mais.
Basicamente a cidade começou a desenvolver-se devido aos Cavaleiros Teutónicos, algo que durou entre os séculos 13, 14 e metade do século XV (quando o poder passou para os reis da Polónia), sendo o edifício da câmara na praça central uma das lembranças mais óbvias desta presença (umas vez que do castelo dos cavaleiros pouco resta). Nos dois séculos seguintes, a cidade continuou a crescer ainda mais e ser cada vez mais próspera (fruto da sua localização perto do rio, e sendo a última grande cidade antes da foz no Báltico e em Gdańsk) e mercantil. Em meados do século XVII, tinha quase tanta população como Varsóvia (mais de 15000 pessoas). E se as invasões suecas já fizeram estragos, foi com as partições e a passagem da cidade para mãos da Prússia, que Toruń foi perdendo a sua importância, pois ficou isolada da rota de comércio dos cereais que vinham do sudeste (territórios esses que passaram a estar sobre mãos russas). Fruto da grande resistência dos polacos ao processo de germanização, foi a cidade vizinha de Bydgoszcz, que foi "escolhida" para se desenvolver. Daí, hoje em dia Bydgoszcz ter 360000 pessoas, ao passo que Toruń se fica pelas 200000. Mas mais sobre a história da cidade pode ser lido aqui.
Cidade do Copérnico, uma cidade universitária (uma espécie de Coimbra, mas com o dobro da população), um centro histórico medieval fechado ao trânsito, oferece bastantes pontos de interesse para um fim de semana bem passado. De Varsóvia são 3h de comboio, de Poznan ou Łódź são 2.30h. Para quem esteja em Portugal, uma maneira barata em época baixa será fazer Porto-Dusseldorf-Bydgoszcz pela Ryanair que com sorte ficará por 150eur (ida e volta).

sábado, maio 21, 2011

Flavours of Portugal - Gastronomia e vinhos portugueses em Varsóvia

Entre os dias 30 Maio e 5 de Junho, irá ter lugar em Varsóvia a 2ª edição da semana gastronómica portuguesa "Sabores de Portugal" (ou em polaco Smaki Portugalii). A página oficial do evento é esta: http://www.flavoursofportugal.pl/.
Dita a lógica de que se existe uma 2ª edição é porque a primeira deve ter corrido bem. Folgo também em saber que duas empresas de vinhos da minha terriola estarão representadas: a Quinta da Alorna e a Falua. Tenho pena que não se fale nem os polacos tenham oportunidade de provar um dos ícones gastronómicos do Ribatejo: a sopa da pedra. Mas reconheço que comida enfarta-brutos como aquela, no contexto de degustação no Intercontinental de Varsóvia, não faria muito sentido.

sábado, maio 14, 2011

Restaurantes portugueses na Polónia - II

aqui tinha falado sobre os negócios de restauração com ligação à comida portuguesa. Serve o presente post para actualizar com mais um restaurante de seu nome Grill & Co. Na falta de poder visitar e comprovar por mim mesmo a qualidade do sítio, acho que as fotos que retirei do site são esclarecedoras o suficiente. Espetadas da Madeira, bitoque, leitão (sim "suckling pig"), bacalhau ou um pudin flan (se é do Mandarin ou não, não sei). Só pelas fotos, estão de parabéns, pois tem tudo um óptimo aspecto.  

Coincidência das coincidências, o restaurante está situado no mesmo conjunto de edifícios da sede do Millennium Bank. Desconheço o que esteve na génese deste restaurante, mas se tivesse de dar um palpite, imagino uma reunião de quadros expatriados do banco a discutirem onde ir almoçar e um deles dar um murro na mesa e dizer: "basta de ir a sítios com canecas de banha como entrada, panados, couve com carnes gordas lá dentro, peixe com gelatina. Estou farto! Nem que façamos uma vaquinha com os nossos bónus, mas temos de arranjar forma de ter aqui um restaurante com comida portuguesa". Mas especulo...
Mais a sério, conquistar clientes pela barriga é sempre uma boa solução em Portugal. Estereotipando completamente, espero que a nossa aguardente e vinho do porto ajude a concretizar muitos bons negócios na Polónia.

sábado, maio 07, 2011

Mitos XII - A Polónia não faz fronteira com a Rússia

Quando se pensa nas fronteiras da União Europeia com a Rússia, pensa-se que somente a Finlândia e dois dos países Bálticos têm fronteira terrestre com a Rússia. Mas, existe um exclave russo no que era a anterior cidade alemã de Königsberg (onde o famoso Immanuel Kant é originário). Portanto, para grande tristeza dos polacos, a Rússia faz mesmo fronteira com o país. Na primeira foto vemos qual era o território a que esta região pertencia antes de 1939 (Prússia Oriental).  
Numa frase, o que aconteceu foi que após o fim da II Guerra Mundial, os russos afiambraram-se com este território que lhes permite ter um acesso estratégico ao Mar Báltico, mudando-lhe o nome para Kaliningrado. Assim, como se pode ver no mapa abaixo, a Polónia tem uma fronteira terrestre com a Rússia de mais coisa menos coisa, 200km. Sinal da forma como foi feito este processo é visivel no facto da linha de fronteira ser uma linha recta quase perfeita (algo que diga-se de passagem também pode ser visto na fronteira a sudeste (com a Ucrânia). Um artigo recente sobre Kaliningrado na imprensa portuguesa é este.   
Com o sentido estético reconhecido à União Soviética, o sítio onde antes existia um castelo alemão que foi destruido na II GG, deu lugar a este belo edifício:

domingo, maio 01, 2011

Iogurtes da Polónia em Portugal

É como uma regra de três simples. Da mesma forma que um pastel de nata estava para mim na Polónia como uma maneira de matar saudades, estes iogurtes de quase meio quilo servem-me como forma de relembrar a Polónia.
Cortesia do Pingo Doce, por 0,60cêntimos é possível comprar estes iogurtes com pedaços com a etiqueta "produkt polski". Tendo em conta a quantidade, e o facto de viajar mais de 3500km, o preço está ao nível de produtos de marca branca. Em Portugal porém é classificado como sobremesa láctea e não como iogurte. Mais info sobre as vacas polacas aqui.

sexta-feira, abril 22, 2011

Como é um casamento na Polónia

Porque não gosto de ficar atrás dos outros, também tinha de falar alguma coisa sobre os casamentos na Polónia. Claro que já existem mais portugas que escreveram sobre o assunto em blogs. Uma boa e concisa descrição pode ser lida aqui. Para quem tiver mais tempo, também há uma descrição repartida por vários capítulos:  Cap1, Cap2, Cap3, Cap4 e Cap5. Uma outra opinião está aqui, assim como um exemplo das cantigas (aqui).
De tudo aquilo que eu assisti no casamento a que fui, destaco o seguinte:
- O facto de os noivos entrarem juntos na igreja. Para isto é algo óptimo, pois elimina um dos maiores problemas que para mim estão envolvidos num casamento em Portugal. Fala-se tanto na metáfora da "angústia do avançado no momento do penalty", mas isso não é nada face à angústia que um gajo deve passar enquanto está ali no altar à espera da noiva chegar. E se ela é daquelas nervosas que de hesitação em hesitação deixam para a última hora a decisão de que afinal não querem casar. Ou que afinal querem casar, mas não com aquele babaca que está na igreja à espera dela, mas sim com o colega giraço do escritório com quem anda a flirtar vai para 6 meses. E se a gaja não aparecer, o que dizer a todos os convidados que estão na igreja? E quem paga as despesas se ela fugir? Enfim, tais angústias não têm os espertalhões dos polacos.
- Quando a cerimónia na igreja termina e os noivos vêm para a rua, são-lhes atiradas moedas, normalmente das mais pequeninas de todas. Obviamente que eles têm de apanhar cada uma das moedas. Eu nem vou falar mais do degradante que é ver um casal de noivos, de rabo para o ar, a apanhar moedas de valor equivalente a 0,25cêntimos numa escadaria de igreja. Em todo o caso, não estando certo que é assim em todos os casamentos na Polónia, à saída da igreja todos os convidados vão cumprimentar e parabenizar os noivos, aproveitando-se desde logo para dar os envelopes com as notinhas. De novo, são mais espertos que os portugueses. Primeiro recebem e depois é que as pessoas vão comer. Acho bem, assim sempre dá mais tempo para detectar qual dos convidados fez a habitual "partida" de dar um envelope vazio!

segunda-feira, abril 18, 2011

Seminário sobre a Polónia na Tektónica

Mais info aqui e claro aqui. Dia 5 de Maio, pelas 14.30h no Auditório do Pavilhão 1 da FIL, em Lisboa, por ocasião do Portugal Constrói.

sábado, abril 09, 2011

Salário Mínimo na Polónia

Salário mínimo tendo por base 12 salários por ano:
França - 1365 Eur
Espanha - 748,42 Eur
Portugal - 565,83 Eur
Eslovénia - 530 Eur
Polónia - 349,45 Eur (conversão ao dia de hoje de 1386 PLN)
República Checa - 327,16 Eur (conversão ao dia de hoje de 8000 CZK)
Eslováquia - 317 Eur
Turquia - 289,87 Eur (conversão ao dia de hoje de 629,26 TRY)
Roménia - 162,43 Eur (conversão ao dia de hoje de 670 RON)
Bulgária - 122,87 Eur (conversão ao dia de hoje de 240 BGN)
Ucrânia - 79,58 Eur (conversão ao dia de hoje de 922 UAH)
Moldávia - 64,09 Eur (conversão ao dia de hoje de 1100 MDL) 

sábado, abril 02, 2011

Figurões na Polónia


Palavras para quê? A primeira foto foi tirada em Sandomierz e a segunda em Toruń.

sábado, março 26, 2011

Top of the Poles X

Espaço para o folk. O grupo chama-se Mazowsze e mais informação sobre o mesmo está aqui. Fica aqui uma canção de exemplo chamada Cyraneczka.

sábado, março 19, 2011

Guia Mabor - Clubes VII

Como não podia deixar de ser, espaço para o clube da moda em Varsóvia: Platinium.
Sendo um sítio posh de Varsóvia, é de todo conveniente caprichar na indumentária e mesmo assim não é nada garantido que se consiga entrar se não se for com alguém que já seja uma cara conhecida dos porteiros. É como se fosse uma Kapital de há 10 anos atrás, mas em bom. 
Não se paga entrada, consumo mínimo não existe, mas as bebidas são caras (quer dizer, caras para o normal da Polónia, se bem me lembro uma cerveja a 15 ou 20pln).
Pese embora o espaço até seja grande, rapidamente se torna apertado. Mas como é tudo gente civilizada, não há stresses. A música, regra geral é house sem grandes surpresas.

domingo, março 13, 2011

Salários na Polónia - Diferença entre cidades

Para quem interessado, encontrei um quadro que tinha os salários médios brutos/mensais aproximados de algumas das principais cidades da Polónia em 2009. Os valores são aproximados e não garanto a sua qualidade, até porque estou curioso para perceber como e porquê Katowice tem um salário médio tão alto (comparativamente).
Varsóvia: 4500 PLN; Katowice: 4150 PLN; Gdańsk: 3850 PLN; Poznań: 3525 PLN; Gdynia: 3475 PLN; Gliwice: 3475 PLN; Wrocław: 3400 PLN; Szczecin: 3300 PLN; Kraków: 3275 PLN; Olsztyn: 3150 PLN; Lublin: 3075 PLN; Łódź: 3000 PLN; Częstochowa: 2725 PLN.