quarta-feira, outubro 01, 2008

Estereótipo do Homem Tuga na Polónia

Para se ser um português “normal” (ou recém-chegado) na Polónia, são respeitados os seguintes pontos:
a) ou andam com cabelo quase rapado mas com barba de 4 dias (ao estilo Prison Break), ou então cabelo a mandar para o comprido (um estilo italiano tímido);
b) ter feições/cor de pele que levam os polacos a pensarem que são ou do Sul da Europa ou do Norte de África (tudo igual para eles, pois portugueses são considerados exóticos);
c) ter uma larga colecção de camisas aos quadrados (a calça creme é um opcional);
d) numa ida a uma discoteca, são facilmente identificáveis os grupos de tugas, pois se ainda é cedo (e não estão ainda suficientemente bêbados) estão encostados a pilares/paredes, sítios com um ângulo de visão amplo, de copo na mão, a fazer movimentos de 180º ou mais graus com o pescoço para olhar para a fauna que os rodeia, e partilhando entre eles um repetitivo: “dasse, aquela parece um helicóptero – boa e gira”, ou um mais sucinto “casava-me já!!”.
e) Por último, o ícone máximo. Se não conseguiram identificar o mamífero pelas características acima referidas, não há espiga. Basta ter o sapato de vela, e está identificado. E o autêntico marinheiro tuga (que em 95% dos casos nunca andou de barco à vela) é tão fiel ao seu sapatinho que até pode ser avistado com aquilo em pleno inverno.

15 comentários:

Ricardo Taipa disse...

LOOOOOOOOOOOOL

Muito me ri com o "Estereótipo do Homem Tuga na Polónia"!

Faltou referir a tradição de colocar o pullover dobrado sobre os ombros - qual imperador romano - e também os óculos de mosca para dar aquele aspecto de mafioso italiano que por acaso até é português...

Como acessório um qualquer carro de fabrico alemão com motor Turbo Diesel de "geometria variável" (TDI, DTI, CRDI ETC...DI) e cor preto ou prata, sempre muito polidos e limpos! (para o status)

Ah! E a chave telemóvel são para colocar na mesa da esplanada para que se saiba que ali está alguém de respeito com poder de compra.

E chega de malhar nos compatriotas...

Anónimo disse...

What about the polish women? I think they are better, or not? ;)

PM Misha disse...

assino por baixo q:D

óptima achega do ricardo taipa, falta só o cabelo à beto a tapar metade da orelha. eu quando vejo esses exemplares até fujo com medo de ser tomado como um deles.

olha, dia 10 há jantarada na chmielna. já vinhas beber uma conosco...

Tiagowski disse...

Eu identifico-os pelas camisas da Sacoor! Easy...

Ricardo Taipa disse...

Já agora que falamos em jantaradas...

Para quando um jantar de Natal dos "tugas" na Polónia?

Andamos todos muito dispersos, isto tem de ser tipo ciganada! lol

Geraldo Geraldes disse...

Obrigado pelos contributos:).
Jantaradas? é esse o espírito tuga, só tá bem é de volta do prato!
Já agora, em relação à pergunta em inglês, qualquer resposta que possa escrever teria consequências, pelo que apenas digo que para emitir opinião teria de saber qual a nacionalidade com que estaria a comparar

Anónimo disse...

You are right, my comment here is out of place ...this because of some misunderstanding from my side.
But on the positive side, I was just giving you an idea what to write next.:P

Anónimo disse...

Ahhh, other details as for:which nationality or what characteristics you want to compare i leave it up to the writer of this blog. :)

Fernando Pires disse...

O jantar de tugas na Polónia tb serve para polish lovers? Eu ia com todo gosto passar aí dois ou três só para fazer parte do grupo esterotipado de portugueses numa discoteca. :P

Lena disse...

É mesmo veridico, um dia num Tram, vi uns sapatos de vela e pronto nem foi preciso olhar para cima, para confirmar, era um TUGA!!!

skl disse...

tb se pode adicionar o seginte ponto: se tiverem um pullover e andarem em grupos de 4 ou 5..... sao tugas.
Ou entao, como me aconteceu no aeroporto de Cracovia, se alguem te disser "boa tarde", entao sao portugueses, neste caso, portuguesa.... e eu nem tinha sapatos velas, pullover ou cabelo 'a beto.... somento um livro portugues ;)

um abraco

Romeu

PS: se houver alguma jantarada por Cracovia, digam qq coisa. se for organizada por jovens que usem velas, nao obrigado :)

fiquem bem

joão tavares disse...

Bem em relação a Tugas na Polónia não posso dizer muito, porque foram muito poucos os que conheci ou melhor... consegui destingir da população em geral.

E isso foi graças à língua Portuguesa.
Tanto vi em Cracóvia como em Varsóvia... em Cracóvia eu vi na Galeria Krakowska duas belas jovens à conversa e algo diferente do Polaco e muito familiar me suou a Português e era mesmo, pena não ter ficado para um "bate papo"

Já da outra vez em Varsóvia vi uma típica família Portuguesa "mãe pai 2 filhos entre os 9 e 12 anos de idade e até mesmo a avó (gorda) a fazer grande cagaçal pelas ruas de Varsóvia...

Agora os sapatinhos vela e camisa aos quadrados, isso é definitivamente uma marca do Tuga, mesmo que essa moda já não esteja muito em uso em Portugal mas quem sabe aí pela Europa fora?

Ricardo Taipa disse...

Por acaso (só por acaso... lol) esqueci-me de dizer que até gosto de sapatos de vela... há alguns anos tive uns azuis e depois uns verdes mas normalmente comprava-os em castanho...

Apesar de tudo o sapatinho de vela sempre é melhor que o sapato com berloques ou o hiper-confortável Campeão Português com design ideal para empreiteiro pato bravo...

Anónimo disse...

Boas,

Para informacao do Sem Pavor e seus leitores assiduos, ha varios meses que se realiza um jantar mensal de portugueses na Polonia. Por razoes obvias, o jantar tem sido realizado em Varsovia, mas ja vieram compatriotas de Cravovia, Lodz, Torun, etc especialmente para esta ocasiao. Escusado sera dizer que ninguem dormiu na rua, encontramos sempre sitio para todos ficarem.

O proximo jantar (que deveria ser feito todas as primeiras sextas-feiras de cada mes, mas... nao e!) devera ficar para a primeira semana de Dezembro (a uma sexta-feira, de certeza).

Se alguem estiver interessado, envie um email para tiagorelvao@hotmail.com . Digam que vao da parte do El Comandante, que ele ja sabe.

Beijos e abracos!

Cadeado disse...

dos posts mais engraçados que li no blog.