sexta-feira, dezembro 07, 2012

Portugueses pelo mundo Varsóvia


O  “Portugueses pelo Mundo” da RTP1 visita Varsóvia, a capital da Polónia.
Esta é uma cidade ainda marcada por anos de guerra e ocupação mas que tem vindo a encontrar o seu lugar na modernidade. Entre bairros históricos e as lojas mais caras, conhecemos a história de portugueses que largaram as temperaturas amenas de Portugal para tentar uma nova vida no frio desta cidade, onde os anos se contam em número de invernos.
Neste episódio o “Portugueses pelo Mundo” conta com os testemunhos de:
Helena Portela, 43 Anos, Bancária, natural de Santa Maria da Feira. Helena caminha nas ruas da zona antiga de Varsóvia a caminho da praça central e conta-nos as suas impressões da cidade e do povo polaco. Já na Praça das Três Cruzes, conhecemos a zona mais moderna e cara, onde se encontram as lojas das melhores marcas. Helena leva-nos ao campo de concentração de Treblinka, um local triste mas cuja visita é inevitável. Vamos com a Helena na Academia Chopin, onde assistimos a um concerto de música que, como todos os que acontecem neste local, é gratuito e com uma grande afluência de público. Após o concerto, vamos jantar com a nossa convidada a um dos seus restaurantes favoritos e ficamos a conhecer um pouco mais sobre a gastronomia polaca.
João Sousa, 30 Anos, Músico / Professor Português, natural do Porto. É em Wroclaw que nos encontramos com o João que se apresenta e faz questão de contar algumas curiosidades sobre esta cidade. Na ilha Ostrów Tumski, o nosso convidado mostra-nos alguns dos monumentos e locais culturais de Wroclaw, onde o João sonha tocar um dia. E é à noite que finalmente podemos ver e ouvir a razão pela qual o João é já uma espécie de celebridade nesta cidade, já que somos convidados a assistir a um concerto dele, cantado em português.
Nuno Oliveira, 38 Anos, Gestor Bancário, natural de Coimbra. No bairro Mokotów encontramos o Nuno a tomar um café numa esplanada. Enquanto caminha na parte antiga do bairro, mostra alguns dos poucos edifícios que sobreviveram à Segunda Grande Guerra. É de elétrico que seguimos até ao centro, onde visitamos um dos edifícios mais emblemáticos da cidade: o Palácio da Cultura e Ciência. Somos convidados a jantar entre amigos em casa do Nuno e divertimo-nos no meio de conversa, gargalhadas e alguns brindes de vodca, antes de terminarmos a noite no teatro Sabat, um local que recria um cabaret dos anos 30.
Carma Martins, 30 anos, Professora, natural de Macedo de Cavaleiros. Cumprimentamos a Carma e duas amigas polacas na Universidade de Varsóvia e acompanhamos a nossa convidada até a um café-livraria de que gosta muito. Seguimos para o bairro de Praga, onde ainda podemos observar alguns buracos de balas nas paredes e que serviu de cenário a alguns filmes sobre a II Grande Guerra. Carma leva-nos até ao Centro de Ciência Copérnico, um dos espaços favoritos de Carma. Como não podia deixar de ser, vamos conhecer a noite da cidade, num dos bares mais conhecidos de Varsóvia.

2 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.