domingo, outubro 01, 2006

Momento Eduardo Cintra Torres

Não tendo eu o nível de conhecimento do Edu acerca do mundo audiovisual, não posso apagar o meu passado como espectador televisivo (por exemplo, treze horas seguidas a ver televisão no já longínquo ano de 1989, em que no meio papei Natal dos Hospitais do princípio ao fim). Apesar deste vício da televisão ter sido mitigado, mesmo na Polónia não deixo de ver a televisão, com os 6 canais (um mais de notícias, outro desporto e os restantes generalistas) de acesso público.
Comparando com Portugal, noto que no prime time existe mais oferta de programas de debate político, ao invés de novelas. Tirando isto, a grelha televisa não é muito diferente da portuguesa. Existem até programas iguais (Pegar ou Largar, p.ex). Mas o meu programa favorito é uma chachada de concurso que dá lá para a meia noite, e que consiste em telefonemas de telespectadores para consoante as pistas dadas pelas apresentadoras, adivinharem umas palavras e assim ganhar umas milenas de zlotis. Qual a piada disto? As apresentadoras, claro está, que além de serem bem parecidas, estão em bikini a falar pela televisão com pessoas ao telefone (nada mais natural).
É pena é não conseguir ver filmes aqui. Não porque eles não passem, mas pela forma como são (mal)tratados pela televisão polaca. Legendas, nah. Dobragem de vozes, nah. O que fazem então? Têm um zé-maria-pincel que por acaso até tem uma boa voz, a fazer TODAS, repito, TODAS as vozes num filme com um tom que não ultrapassa o monocórdico. Pior, muitas das vezes ainda é possível ouvir o som original ao mesmo tempo, por baixo da narrativa. Quando me contaram isto, não quis acreditar, mas é verídico. Só visto e ouvisto. Se não fosse um info-excluído, tentava arranjar um som para pôr no blog. Nem quero imaginar como seria isto em Portugal! Provavelmente num filme da Monica Bellucci tinha o Eládio Clímaco a fazer a voz dela numa cena mais tórrida.Tava o filme estragado, ah pois estava.
Os defensores deste sistema argumentam que é algo que os polacos já estão habituados, e que é útil para as pessoas mais velhas verem televisão. Até pode ser que sim, mas devia haver filmes limpos deste vandalismo. O que é que interessa a um idoso polaco ver por exemplo Sex And the City? Aliás, nem devia ver isso, que ainda lhe dá uma taquicárdia.

2 comentários:

Rui Vilela disse...

Dos Polacos só ouço comentários negativos da televisão portuguesa:

- As melhores séries e programas são transmitidas para alem da meia noite. Depois perguntam: Portugueses trabalham de manhã?
- Não há programas culturais de aprendizagem (excepção para 2)
- Os apresentadores do telejornal não se sabem vestir.
- A televisão durante antes do final da tarde é uma desgraça

SSusana disse...

Olá, a primeira vez que estive na Polónia, quiz comprovar isso mesmo, pois o meu namorado está ai a trabalhar e ele disse-me que a televisão não tinha piada nenhuma!
Qual foi o meu espanto que era mesmo verdade as traduções são feitas unicamente por uma pessoa! Mas que ridiculo!!
Sempre que estive na Polónia acendia a televisão unicamente para haver barulho em casa, pois não fazia a minima ideia do que era dito!!
Fica bem