domingo, julho 15, 2007

Tristeza portuguesa

A Polónia é um país no qual nasceram bastantes pessoas que já ganharam o prémio Nobel. A saber: Nobel da Paz - 3 ; Nobel da Física - 3; Nobel da Química - 2; Nobel da Literatura -5 ;Nobel da Medicina - 1. E os polacos orgulham-se disso com toda a razão.
E Portugal o que tem até ao momento? Temos o Egas Moniz, cujas descobertas no campo da neurocirurgia e mais concretamente na Lobotomia, lhe valeram o prémio. E depois, há um ignóbil que vive numa ilha ventosa e que vai ainda escrevendo uns livros, que tem um prémio da Literatura do qual não me orgulho nada. É que cá para mim, o seu cérebro, tal como o de alguns portugueses que partilham de ideias comuns às que este néscio expressou no Diário de Notícias de 15.07.2007, poderá ter sido submetido a uma lobotomia. Só assim se explica que frases como "Acabaremos por integrar-nos" (em Espanha) possam sair da boca de um português. Ou então é do calor.
Se na Polónia noto um excesso de nacionalismo, Portugal após a revolução de 1974 entrou num caminho perigoso de desprezo pela nação, pela sua independência e pela sua história. Eu não sou daqueles que anda com bandeirinhas no carro, ou em casa, ou que usa sempre o cachecol (nem tenho) quando joga a selecção de futebol nacional. Mas não sendo saudosista porque não vivi na época, há duas coisas muito importantes que no meu entender devem ser respeitadas acima de tudo: Família e Pátria. Por isso, este caduco podia ir adiantando a sua profesia e mudar de nacionalidade. Já. Ontem mesmo.

17 comentários:

Porciak disse...

O Geraldo !
Parabens ! O seu melhor texto EVER ! Da para pensar. Texto com alma e visão. Parabens outra ves !
És o grande !
Familia + patria = as duas coisas mais importantes na vida. Eu gostaria acrescentar mais uma: a fé.

Porciak


www.portugalia.aceboard.com

Rui Vilela disse...

Eu diria que na realidade só há 6+1 (Curie) prémios Nobel, já que também interessa a origem cultural, e em que lado da fronteira nasceram, ou o que fizeram depois de emigrar da Polónia. Fiz um post sobre isso há uns tempos.

MonkeyBusiness disse...

Mto bom este tema!
A ser desenvolvido brevemente pelo Gervásio!
Está atento a desenvovimentos. ;)

Ze disse...

Porciak, por seres polaco até podes não saber... mas "Deus, Patria e Familia" é o slogan do Estado-Novo de Salazar.

Algumas ideias defendidas neste post aproximam-se tristemente das defendidas pelos regimes fascistas e surpreendem-me por estarem expostas neste blog, ao invés de qualquer blog do Partido Nacionalista.

A grande vantagem da democracia é que todos somos livres de expressar a nossa opinião. Se o camarada comuna acha que Portugal e Espanha se devem integrar tem todo o direito de o dizer sem que isso faça dele menos Português...

Apátrida disse...

Pátria e família são coisas a que tenho alergia... Deus, nem se fala. Tenho alergia a Saramago, também. É um aborrecimento medonho o que escreve e uma tontice o que ele diz. Mas há todavia uma coisa de que gosto muito, de que gosto muitíssimo: a língua portuguesa. Tudo o resto é perfeitamente indiferente. Só espero que as pessoas tenham o bom senso de não transformar Portugal num antro de católicos papa-hóstias e nacionalistas de esquina. Nessa altura quem emigra sou eu.

Mimik disse...

Amigo Geraldo, os teus preconceitos e tiques de superioridade relativamente ao país onde estás a viver já tinham ficado evidentes em muitos dos teus posts. Com este, acabas de justificar o porquê da pequenez de espírito demonstrada até aqui.

"Heroism on command, senseless violence, and all the loathsome nonsense that goes by the name of patriotism -- how passionately I hate them!" - Albert Einstein

Cão Malinoso disse...

Uma pequena nota, ou leia-se paneleirice:

O Egas Moniz ganhou o prémio Nobel pela invenção da Leucotomia pré-frontal(pequena incisão) e não pela lobotomia (remoção de um lobo do cérebro), o que distingue o tratamento de algumas psicoses (leucotomia) de um gajo ficar totalmente mamado e a babar-se (lobotomia).

Curiosidade:
foi também proposto 4 vezes pela invenção da angiografia cerebral.

Um abraço

geraldo geraldes disse...

Ok, alguns comentários até ao momento, portanto algumas notas da minha parte.
Porciak, de facto o post não só foi com alma, mas com raiva. Rui, sim, eu lembro-me do teu post sobre nobel polacos, mas foi buscar a informação a essa grande fonte de erros que é a Wikipédia. Óbvio que o Gervásio partilhará destas ideias (abraço). Zé, dizer estas barbaridades de certeza absoluta não fazem daquele pateta um maior português (provavelmente tem o efeito oposto). Também eu gosto muito da língua portuguesa, e é por isso que tento usar ao mínimo outras línguas neste espaço.
Mimik, se ser uma pessoa que serve a sua pátria e por ela se sacrifica é algo mau, obrigado por ter trazido luz à minha caverna espiritual. Quanto à correcção médica, vinda da terra de onde vem (Alpiarça), cheira-me a retaliação por ter dito mal de um camarada :)

Rui Vilela disse...

Sim, a Wikipedia é uma fonte de erros sem fim.

Em relação aos 3 prémios Nobel da Paz. Lech Wałesa (100% polaco com certeza). Há o cientista polaco, que teve de ir para o Reino Unido durante a WW2, a maior parte do mérito em relação ao Nobel foi feito a partir do RU. E o que era 1º ministro de Israel, foi em prol de Israel e da região.

A filha da Curie também conta ? (outro prémio Nobel)

Rui Vilela disse...

O site norueguês dos prémios Nobel apenas contém um Nobel da Paz para a Polónia (Lech)

Cão Malinoso disse...

Algumas observações:
1 - A correcção médica vem mesmo por a tua observação não estar correcta e por ser comum confundir-se lobotomia com leuctomia. Se sentiste que te chamei ignorante, é contigo.

2 - quanto ao resto do post, não fiz mais qualquer comentário, concretamente no que concerne ao "camarada"

3 - se o "camarada" tem uma opinião e não concordas, acho muito bem. Como dizia o outro, "as opiniões sao como as vaginas..."

4 - Alpiarça já não é comuna desde o século passado, algo de que me orgulho (mais uma vez, se atingi a tua ignorância relativamente a esse aspecto, não era essa a intenção)

zé rodrigo disse...

rui vilela tem razão. nós polacos orgulhamo-nos dos 6 grandes polacos premiados do nobel:

maria sklodowska-curie (2)
henryk sienkiewicz
wladyslaw reymont
czeslaw milosz
lech walesa
wislawa szymborska

jose disse...

GERALDO, GERALDO !!!

-COMO SABES EU TENHO FEITO ALGUMAS CRITICAS ,SOBRE O TEU BLOGGER, SOBRE A POLONIA PORQUE ÁS VEZES NÃO TENS RAZÃO DE EXPÔR ASSUNTOS QUE É DA PARTE DA CULTURA DOS POLACOS.

...MAS A MAIOR PARTE DOS NOSSOS PORTUGAS ESTAVAM TODOS CONTENTES COM AS TUAS PIADAS,MAS QUANDO "VIRASTE" O DISCO AO CONTRARIO SOBRE O PATRIOTISMO PORTUGUÊS NÂO FICARAM MUITO CONTENTES. HAHAHA EHEHEH

QUEM FALA ASSIM OU ESCREVE NÂO É GAGO OU MANETA E TU AGORA MERECES TODO O MÉRITO. (E UM PREMIO NOBEL )

PROMETO QUE NÂO VOU CRITICAR OS TEUS COMENTARIOS POR ALGUM TEMPO.

*PS. DESDE QUE NÂO ABUSES NOS COMENTARIOS...... EHEHEH

jose disse...

UMA ULTIMA COISA NUNCA ME RESPONDESTE SOBRE AQUELE CAPITULO DA INFLAÇÂO NA POLONIA ALGUNS ANOS ATRÁS.

BYE ,BYE.

**QUALQER DIA AINDA PEDES O PASSAPORTE POLACO , MAS NÂO FAÇAS ISSO, ÉS DA TERRA DO CAMÕES E DO BACALHAU.******

geraldo geraldes disse...

Bom José, não respondi sobre a inflação porque acho que não tinha cometido nenhum erro nas minhas palavras. Posso não ter sido o aluno mais brilhante de Economia, mas acho que ainda sei alguma coisita desses assuntos.
Quanto às tréguas, obrigado pela misericórdia. Passaporte polaco?? Uhm, nem por isso. Mudar de país só é justificável em situações extremas (tipo de vida ou morte), que espero nunca enfrentar.

Joao EU ceptico disse...

Geraldo,
Tens toda a razão. Não se trata de ser fascista ressentido. Trata-se apensa de defender legitimamente os interesses de quem vive em Portugal (seja português ou estrangeiro).

Nós os portugueses entramos em autoflagelação e fazemos tudo por tudo para que nada funcione em Portugal.
Temos esse feitio irritante e castrador de julgar os outros por "atitudes de superioridade e inferioridade"
Depois, como impedimos tudo de funcionar, pômo-nos de joelhos a querer a integração em Espanha e na UE. Isto é disfuncional.
Aceitamos que a UE nos imponha medidas absolutamente discriminatórias para Portugal: abate de industrias e serviços vitais - construção naval, marinha mercante, agricultura, pescas, quota baixissima de emissões de CO2, etc.
Recusamo-nos a reduzir o IRC, e assim somos ultrapassados por todos um a um. Só este ano a Eslováquia e a Estónia vão ultrapassar-nos. A Polónia virá a seguir.

Quero eu com isto dizer que fazemos tudo ao contrário. Aceitamos tudo o que venha da Europa, mesmo prejudicial, ao mesmo tempo que criamos barreiras e somos xenófobos.

Sou absolutamente contra a integração de Portugal em Espanha. Estou mesmo disposto da dar a vida para impedir que isso aconteça.
Portugal, provincia de Espanha? NUNCA!
Sou a favor que POortugal saia da UE. A UE prejudica Portugal com as suas proibições.

Mas sou a favor que Portugal fique no espaço económico europeu, e que tenha mais estrangeiros a viver cá.
Se queremos ser competitivos, temos que ter os melhores cá, vindos de qualquer parte do mundo.

Eu divido os residentes cá, entre patriotas (portugueses ou estrangeiros) e não patriotas (portugueses ou estrangeiros).
Quem não é patriota (português ou estrangeiro), deve sair de Portugal. Os outros, que fiquem.

Boa sorte aí na Polónia. Estíve aí num inverno, há 8 anos atrás: Varsóvia, Cracóvia e Zakopane. Deve estar muito diferente agora, não?

Anónimo disse...

Ola Amigos,

Perdoem a intrusao neste espaco, sei que e' de irmaos Portugueses. Mas como tenho interesse em viver neste Pais(Polonia), por motivos do coracao, gostaria de dicas e informacoes sobre o lugar, penso em morar em Poznan. Sou graduado em Business e tenho experiencia no estrangeiro ja que morei aguns anos nos Estados Unidos. Agradeco qualquer informacao.

Meu nome e' Marco e sou Brasileiro.
marco_ba@hotmail.com