sábado, agosto 07, 2010

Estereótipo que a polaca só é bonita por isto ou aquilo

Ocasionalmente, quando o assunto aqui por Portugal é sobre polacas, amiúde algumas portugas têm como argumentos coisas do género: “ah, só lhes acham piada porque andam sempre de mini-saia do tamanho de um cinto”, ou “claro, elas andam carregadas de maquilhagem, por isso é que dão nas vistas” e ainda o típico “pois, elas são assim porque passam fome”. Porque neste assunto, as imagens valem mais que as palavras, aqui fica uma perspectiva sobre (qual Darwin) a evolução da espécie... Pitas
vinte e muitos ou trinta e poucos
Trintona
Cota Cinquentona no mínimo
Pois se até nos seus 70 e tais anos ainda recebem flores, por alguma razão é! Ou então, admito que as flores pudessem ser para ir colocar na campa de algum familiar falecido, mas dado o contexto deste post vou assumir que lhe foram oferecidas por algum pretendente/admirador :)E para concluir, uma foto de uma pequenita :) . I rest my case

18 comentários:

Sara disse...

Pode custar a admitir mas é verdade que as polacas são super giras...
Não, não andam sempre de mini-saia. Não usam tanta maquilhagem assim, mas tomam muito bem conta do corpo e de toda a estética e se é coisa que me intriga mesmo, é como é que comendo tanto conseguem ser sempre assim super magras!
Sorte a delas ;)

Geraldo Geraldes disse...

Legau que há opiniões femininas que corroboram a ideia :)

PM Misha disse...

Amen!

Laredo disse...

Bom dia, apesar de visitar o blog com bastante regularidade, creio que nunca me pronunciei aqui. Só por curiosidade, passei a seguir o blog, após uma viagem turística que fiz há uns anos a Cracóvia e Zakopane.

Dada a temática abordada neste post, não consegui reesistir a meter o bodelho.

As polacas são efectivamente giras, embora saiba que existem áreas no leste e centro da europa, onde a concentração de mulheres boas por km/2, é superior aquilo que vi por lá.

Há, quanto a mim, duas razões fundamentais para que assim seja.

Uma de natureza histórico/genética, uma vez que muitos países no leste passaram por épocas de conflitos e guerras sucessivas, em que a mortandade dos homens acabava sempre por ser maior à das mulheres, tendo havido épocas em que estes já escasseavam para tanta mulher.

-Para que tenham uma idéia da importância deste factor, arranjar um homem para cada mulher alemã, foi uma das promessas e armas de arremesso de Hitler, na campanha para ascensão ao poder do nazismo-

Deu-se então uma "selecção natural", em que as mais bonitas e apelativas tiveram mais facilidade em procriar.

Ao fim de umas quantas gerações, isto deu os seus frutos. Há mais descendentes de mulheres bonitas do que feias, como seria de esperar.

O mesmo não se passou em Portugal, até porque nenhuma das duas grandes guerras mundiais, felizmente ou infelizmente, por cá passou.

Uma segunda razão, de ordem cultural (e não só, mas simplifiquemos), que é a imposição das actividades físicas, desporto e actividades outdoor, como uma presença natural e obrigatória na vida das pessoas. É certo que também fazia parte da doutrina de qualquer ditadura, comunista ou fascista, o bom desnvolvimento físico dos futuros soldados.

A preguiça não tem a mesma expressão que entre nós, sendo verdade que a qualidade de vida da cidade europeia facilita as coisas, e a portuguesa só complica.

Elas não são giras porque vestem ou despem X ou Y, são giras porque geneticamente são favorecidas, e porque tomam conta do corpo como a portuguesas nunca o fizeram.

Tenho dito. Sorry ladies...it's your fault, mostly...

Laredo disse...

E peço desculpa pelo tamanho do comentário, nem me apercebi de ter dado tanto ao teclado.

Geraldo Geraldes disse...

Bom o Laredo deixou aqui opiniões válidas, é um assunto que dá pano para mangas, e só tenho a acrescentar uma opinião minha.
Não acho que seja uma questão tanto de genética, mas sim da actividade física que é maior na Polónia (as pessoas andam muito mais a pé) e da alimentação que têm (os cházinhos têm um efeito milagroso)

Rodrigues disse...

Eu não alinho com as teorias históricas do Laredo nem dou tanta importância ao exercício físico.
Eu acho que é mesmo genético.
Ou se tem ou não se tem.
E elas têm.

Manda mais postais destes da Polónia, Geraldes.

sonia disse...

eu sou portuguesa,tritona, tenho 2 filhos e sou magra. faco questao de "cultivar" a aparencia, e sou uma morena bem gira...

Geraldo Geraldes disse...

Sónia, só posso dizer que fazes muito bem em manter a saúde e dar importância à aparência :)

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...

Tenho uma namorada polaca e estive na Polonia e a verdade é que as polacas são muito mais bonitas que as portuguesas. Alguém deve dizer, “ah pois, em Portugal há mulheres bonitas” e sim, há, mas o que me refiro é que a mulher genérica, aquela que se cruza connosco no dia a dia a toda a hora, é varias vezes mais bonita que a mulher portuguesa e sendo bonitas são muito simpáticas, não sendo minimamente seletivas como as poucas sisudas, sempre inflacionadas, que por aqui andam à espera dum bom tacho, que se deve tratar e despachar caso queira algo de direito.
Penso que não tem, mal nenhum dizer isto. Há uns que são bons numas coisas, há outros que são bons noutras. Em contrapartida o nosso clima é melhor, faz mais sol por cá e os nossos clubes de futebol são melhores que os polacos. Agora chega de desculpas com água pela barba, porque não é disso que se trata. É fácil verificar que o estereótipo da mulher portuguesa é praticamente ausente dos comentários e gostos da generalidade dos varões europeus.
Mas não é tudo. A mulher não é só beleza física (sim, sei que agora algumas das minhas conterrâneas começam a gora a ficar mais tranquilas e descansadas) e a mentalidade também conta e a cultura geral também. Mas sucede que o nível cultural delas é muito elevado, quase todas elas com formação superior e/ou universitário, de boas escolas e universidades.
Mas enfim, os nossos dias solarengos e os bons dias de praia são também outras coisas que agradavelmente atraem quem por cá vive. E os jogos de bola, havendo outros melhores, também não são maus de todo.

Anónimo disse...

E eu sou portuguesa. Vivo numa cidade de turismo e trabalho com turistas estrangeiros e todos me perguntam se sou se leste, mais propriamente da polonia... porque sou bonita, e loura. :))) eu fico contente
S.

Anónimo disse...

Olá! Sou brasileiro e estive há poucos meses na Polônia, a qual visitei por 15 belos dias. Realmente, as polacas são muito belas, bem acima da média. Além disso, são simpáticas. Como sou fluente em polonês/polaco, a comunicação com as beldades polacas foi mais fácil e, assim, minha viagem foi ainda mais prazerosa.

Anónimo disse...

São bonitas são. Sou português e estou casado há 10 anos com uma ucraniana. Por incrível que pareça a celulite que aparece nas portuguesas aos 17 anos, nas mulheres do leste na casa dos 30 e 40 anos não têm.

Paula Fonseca disse...

Que grande parvoíce que leio por aqui todo mundo acha as estrangeiras são mais bonitas por isto ou por aquilo em todo o mundo á mulheres bonitas e menos bonitas magras ou gordinhas mas não se lembram que a beleza interior é a que mais conta ... eu tenho 45 anos sou Portuguesa e meto muitas de 20 no bolso ... tenho dito

Anónimo disse...

Prezados,
Na real, em Portugal é percebível certa beleza nas mulheres do norte, que também são agracidadas com simpatia. As demais regiões é um milagre encontrar uma ao menos cuidada, bonita e graciosa. O pior ainda é que vejo velhas, acima dos 30, se vestindo como se tivesse 16. É realmente um milagre encontrar uma que mereça ser citada, mas por falar em milagre, Portugal é a terra de Nossa Senhora de Fátima e o lindo e precioso Santuário é o lugar ideal para ajoelhar e pedir que a portuguesa ao menos se arrume e sorria, pois do jeito que esta assusta e faz de cada 10 maridos, 7 correrem de medo de suas amadas. Ah, quanto as polacas, desengonçadas e sem bundas e com pele um tanto ruim, mas não são profissionais feito as russas e ucranianas que na maioria negociam seus esbeltos corpos bens cuidados e disponíveis. Qual a minha preferência ? A próxima, seja de onde for. :))