segunda-feira, março 16, 2009

Alvissaras. Acabei o relato da viagem de Fiat126P

Quase um ano depois da viagem feita, isto foi mais do que difícil. Para quem não me conhece, a conclusão que tira é que eu demorei um ano a escrever porque não sei inglês :). Não é verdade, foi mesmo falta de vontade. Mas pronto, já está no www.fiat126pf.blogspot.com, todo o relato da viagem.
Honestamente, não tem grandes pontos de interesse. Não fiz a viagem com intuitos turísticos, e por um lado, muitas vezes as melhores histórias sobre viagens de carro são sobre os problemas que surgem. Felizmente, nesse aspecto, foi quase quase isenta de problemas.
Fruto de uma preparação de várias semanas, da ajuda de amigos polacos que percebiam de mecânica e me resolveram os problemas mais prementes, e de uma paciência de jó que eu tive ao longo da viagem de modo a poupar o mais possível esta lata de sardinhas amarela. E há que dizê-lo, uma pontinha de sorte, tendo em conta que ninguém me pediu os documentos do carro. É que nem sequer estava registado em meu nome (livrete, seguro, inspecção)....Também faz parte!
http://www.youtube.com/watch?v=lxOq2U6w0yE

2 comentários:

Ricardo Taipa disse...

Bem... lá se foi o Maluch (sei que o vendeste) e fica o Corolla 1200... das duas uma, ou fazes Portugal-Polónia no Corolla ou compras aqui um magnífico Polonez e vais em grande conforto :) por essa Europa fora...

Cá te esperamos Fernando.

Geraldo Geraldes disse...

Eheh. Citando a minha resposta no forum do autohoje (lançado pelo Jorge Correia): " .....Tenha eu tempo e dinheiro, e conto fazer outra coisa deste género. Se bem que com um método diferente: voar para um sítio (para não perder tempo a atravessar Espanha, França e assim) e nesse país então comprar um chaço......emblemático. Ao invés de um reles rent-a-car que ainda se anda com medo de alguém riscar o dito. Por exemplo, viagenzinha pela Bulgária, Roménia, Sérvia quicá num Dacia ou num Yugo...
Assim haja dinheiro e umas duas semanas de férias. "
Ou então sim, aproveitar o Corolla. Mas o Corolla tem o problema de ter muita sede: de gasosa e de água. Para estas coisas acho preferivel um carro refrigerado a ar.
Abraço

Ps: Bardamerda para o Polonez, esse Fiat 125 mal enxertado